Rua Vereador Luiz Pícolli, 299 - Centro - CEP:85415-000
Acessibilidade

18 de maio: Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Terça-feira, 15 de maio de 2018

Visualizada 172 vezes


Três entre dez crianças de 0 a 12 anos sofrem, diariamente, algum tipo de maus tratos dentro da própria casa, perpetrados por pais, padrastos ou parentes. São crianças sem voz e sem vez, aprisionadas em uma relação desigual de poder, em que só lhes restam à submissão à vontade do outro, e a renúncia ao próprio desejo. Vivem um drama que afeta seu desenvolvimento tanto físico como emocional, podendo gerar consequências devastadoras na vida destas pessoas.

 

Com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos de crianças e adolescentes, 18 de maio foi estabelecido como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. No ano de 2017 foram registradas 20.330 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes no Brasil, sendo 909 denúncias no Estado do Paraná.

 

Dados como estes, divulgados pelo Disque Direitos Humanos, evidenciam como é importante combater essa realidade. E maio é o mês dessa luta.

 

Por que 18 de maio?

 

Neste dia, em 1973, uma menina de 8 anos, chamada Araceli, de Vitória (ES) foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado, e os seus agressores nunca foram punidos.

 

Com a repercussão do “Caso Araceli”, e forte mobilização do movimento em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Desde então, esse se tornou o dia para que a população brasileira se una e se manifeste contra esse tipo de violência.

 

A intenção do dia 18 de maio é destacar a data para mobilizar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta e proteger nossas crianças e adolescentes. A data reafirma a importância de se denunciar e responsabilizar os autores de violência sexual contra a população infanto-juvenil.

 

A violência contra Crianças e Adolescentes é um problema de todos. Denuncie! Procure o Conselho Tutelar do Município ou através do Disque 100 – Disque Denúncia Nacional.

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias