Rua Vereador Luiz Pícolli, 299 - Centro - CEP:85415-000
Acessibilidade

Eco Ambiental e município de Cafelândia assinam termo de cooperação logística reversa com INPAR

Segunda-feira, 06 de dezembro de 2021

Última Modificação: 03/03/2022 10:59:13 | Visualizada 322 vezes


Ouvir matéria

A Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Cafelândia “Eco Ambiental” e o município de Cafelândia assinaram na sexta-feira (03) o termo de cooperação de logística reversa entre o INPAR – Instituto Paranaense de Reciclagem.

A assinatura aconteceu na sala de reuniões do Paço Municipal e contou com apoio da Itaipu Binacional e Parque Tecnológico da Itaipu, além da Eco Ambiental e o município de Cafelândia por meio do Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Leonardo Koehler. O Termo de cooperação elaborado pelo INPAR visa apoiar e promover o sistema de logística reversa de embalagens pós-consumo no município. Prestigiaram ainda a assinatura do termo a engenheira ambiental do município, Rafaela Cardoso; a presidente da Eco Ambiental, Edina Borges; a gestora do convênio da Itaipu Binacional, Rosana Paitch e representante do PTI – Parque Tecnológico da Itaipu, Paulo Henrique Squinzani.

A logística reversa tem como principal objetivo reinserir os resíduos do pós-consumo em novos ciclos produtivos, preservando o meio ambiente, prorrogando a ocupação de aterros sanitários e diminuindo a extração de matérias-primas.

Criado em 2017, o Instituto Paranaense de Reciclagem - InPAR é uma instituição sem fins lucrativos que tem o propósito de estruturar e operacionalizar sistema de logística reversa de embalagens pós-consumo. As ações do InPAR estão alinhadas ao Acordo Setorial de Embalagens em Geral, sendo que os projetos desenvolvidos pelo Instituto se baseiam prioritariamente na estruturação de associações de catadores, atividades de educação ambiental e realização de campanhas de coleta de resíduos sólidos.

A Eco Ambiental receberá recursos financeiros que auxiliará em sua sustentabilidade financeira, em infraestrutura e equipamentos e impactará positivamente no trabalho dos 78 associados que realizam diariamente a triagem dos resíduos sólidos urbanos; gerando renda e melhor qualidade de vida para os catadores.

 Galeria de Fotos

 Veja Também